As Arcas de Montemor

Reza a lenda que no Castelo de Montemor-o-Velho estão enterradas duas arcas, uma cheia de ouro e outra cheia de peste. A sua origem teve início nos tempos dos Mouros  quando na altura naquela cidade havia um alcaide que guardava longe do olhar de todos os outros a sua filha, como que a considerrasse o seu maior tesouro. Os tempos foram passando, e a jovem menina tornou-se uma mulher. e um dos seus fiéis cavaleiros apaixonou-se por ela. Mas o alcaide nem queria ouvir tal hipótese. O cavaleiro cada vez mais ensistia e então o alcaide mandou-o prender e condená-lo a morte.

Quando a sua filha soube dessa triste notícia, ela pediu ao pai para esqueçer essa ideia mas ele estava irredutível e não mudou a sua opinião. A bela mulher não sabia do amor do cavaleiro por si mas no entanto foi vê-lo ás masmorras, em segredo para o seu pai não descobrir. Como que por obra do destino, a bela mulher mal viu o cavaleiro, foi logo como que amor á primeira vista. Apaixonaram-se e decidiram fugir do castelo. Mas no entanto eles foram capturados e levados ao alcaide.

Mas o alcaide não sabia uma notícia que possívelmente o iria deixar ainda  mais irado. Ao descobrir que a sua filha tinha casado com o cavaleiro, resolveu dar uma prenda maldita : Deu-lhes 2 arcas. Uma com outro e outra com a peste. Como os dois jovens acreditavam no amor e davam muito mais valor ao amor que á riqueza, figuram e deixaram para trás as duas arcas que nunca ninguém teve a coragem de abrir e que ainda se diz que hoje elas estão enterradas nas muralhas do castelo de Montemor-o-Velho.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s