Templo de Karnak


O seu nome é derivado a uma aldeia que se chama El Karnak mas no entanto no tempo dos grandes Faraós a aldeia tinha o nome de Ipet-Sut. Este templo era destinado ao deus Amon-Ré, como também tudo o que permanece do enorme complexo de santuários e outros dos edíficios. 

 

 

 

A SUA CONSTITUIÇÃO

Abrange uma área com cerca de 1,5 x 0,8 Km. Existem inúmeras avenidas que estavam interligadas, nomeadamente, o Templo de Karnak, Templo de Mut e o Templo de Luxor. Também ali na mesma zona, não fica muito longe o Templo de Montu, onde o de Khonsu é um dos  mais bem conservados  no Egipto, estando quase intacto há vários anos.

A SUA HISTÓRIA

A sua construção foi iniciada por volta de 2.200 a.C. e foi terminado por volta de 360 a.C. O Principal local de culto aos deuses de Tebas era o Templo de Karnak. O seu maior apogeu foi atingido na XVIII dinastia, altura em que Tebas foi nomeada capital do Egipto. O templo esteve submerso nas areias Egípcias durante mais de 1000 anos, sendo que os trabalhos de escavação começaram em meados do século XVIII . O seu restauro tem sido feito até aos dias de hoje.

TEMPLO DE KARNAK NA ACTUALIDADE

Se andarmos pela margem do Rio Nilo, poderemos ver do lado direito inúmeros monumentos de Karnak, sendo que estes fazem parte da história de Tebas. Karnak manteve-se como o centro religioso do império até ao fim da civilização egípcia. O seu deus que era Amon-Rá e todos os seus sacerdores adquirem um enorme poder prodigioso, chegando a ameaçar a própria instituição faraônica. De todas as construções a mais importante é sém dúvida o grande templo de Amon-Ra. No eixo este-oeste podemos encontrar inúmeros pátios e pilones, onde cada um mede 103 cm por 52 cm de profundidade. 

Tem uma famosa sala que tem o nome de Sala Hipostila, onde esta encerra 134 grandes e colossais colunas com a forma de um papiro. Essas colunas não aparentam ser muito pesadas mas no entanto têm 21 cm de altura e 4 m de diâmetro. Para completar ainda mais o Grande templo de Amon-Rá podemos ainda ver  a capela de Osíris, Templo de Ptah, etc.  Esse mesmo lugar contém uma parte que se chama Parte S. Os anais de Tutmés III podem ser vistos nas paredes. Ali registam 20 anos de grandes conquistas e também  arrolamos animais exóticos que o faraó trouxe da Ásia.

One thought on “Templo de Karnak

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s