O Estranho desaparecimento de Nefertiti

Em toda a história do Egipto, Nefertiti e Akhenaton viveram momentos juntos , tiveram 4 filhos dessa relação e ela acompanhou-o em todo o seu reinado , mas no entanto por volta do ano 12, ela desapareceu e deixou de ser mencionada nas obras comemorativas.  De início deu a ideia de que foi como que uma queda da rainha, sendo preterida para Kiya. No entanto anos mais tarde, objectos descobertos no palácio que se situa em Amarna fazem crer que a hipótese de ela ter sido preterida não é uma possibilidade que possa ser dada como certa.

Outra teoria que explica o seu desaparecimento em diversas obras comemorativas foi o facto de Nefertiti ter mudado de nome  para Ankhetkheperuré Nefernefernuaton. Isto estaria relacionado com o seu estatuto de co-gerente. Também há quem diga que quando Akhenaton morreu, Nefertiti passou o seu nome para Ankhetkheperuré Semenkharé e governou como faraó durante 2 anos.

Akhenaton teve uma morte misteriosa e quando isso aconteceu, Meritaton, filha que tinha tido com Nefertiti, o seu estatuto foi elevado para “grande esposa real” . O reinado durou pouco, porque pelo que se pensa, muitos dos habitantes de Amarna, juntamente com Nefertiti e Akhenaton, foram mortos. Os que restaram de sangue azul foi Tutankhamon na altura com 9 anos e a sua irmã Ankhesenamon com 11 anos.

ALEGADA MÚMIA DE NEFERTITI

Em Junho de 2003, Joanne Fletcher da Universidade de York afirmaram que ela e a sua equipa descobriram uma múmia que seria a Rainha Nefertiti. Em 1898,  o egiptólogo Victor Loret  encontrou o túmulo do rei Amen-Hotep III no Vale dos Reis. Como foi o trigésimo quinto túmulo a ser encontrado, este recebeu a definição de “KV35” na moderna egiptologia.

Foi encontrada neste túmulo uma peruca junto a uma das múmias, o que captou a atenção de Joanne Fletcher que a identificou com as perucas de estilo núbio utilizadas no tempo de Akhenaton. Fletcher, especialista em cabelos, indicou que esta peruca foi usada por Nefertiti. Para além disso, o lóbulo da orelha estava furado em dois pontos com impressões de uma tiara no crânio. A múmia não tinha cabelo o que corresponderia à necessidade de Nefertiti manter o cabelo raspado para poder utilizar a coroa azul e também para proteger-se contra piolhos e o calor do Egito na época retratada.

Contudo, a múmia estava identificada como sendo de uma mulher de vinte e cinco anos, o que torna a hipótese de ser Nefertiti muito pouco provável.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s