Santuário Histórico de Machu Picchu

O Perú é um país cheio de vestígios dos Maias em muitos lugares. Um dos mais importantes é Machu Picchu. Enormes construções, grandes vestígios e um enorme passado cheio de história. Vamos então averiguar um pouco da sua história:

Machu Picchu é uma ruína inca localizada  na Cordilheira dos Andes, o que o torna um dos destinos mais populares de todo o mundo.

INTRODUÇÃO

Macho Picchu é um dos sítios arqueológicos mais conhecidos do mundo.  Fica a 150 km de Cuzzo, Peru. As ruínas  ficam numa montanha a 2.400 metros de altura do nível do mar e por ano recebem perto de 500 mil turistas.

A SUA ORIGEM

O seu nome deriva de ” Machu Pikchu ”  que quer dizer Velha  montanha. Também pode ser chamada de Cidade Perdida dos Incas. È uma cidade pré-colombiana muito bem conservada. Foi construída no séc. XV, sobre as ordens de pachacuti. Este é o símbolo mais importante de toda a civilização inca desde sempre. Apenas 30 % da cidade está como estava logo de origem, sendo que todo o resto foi reconstruído.  Tem 2 grandes áreas: a parte agrícola formada por  terraços e recintos para armazenar alimentos e a parte urbana, onde tem uma zona sagrada  com templos e praças reais.

Machu Picchu é considerado pela UNESCO Património Mundial, devido ao facto de ter sido alvo de algumas preocupações  devido a alguma interacção  com o turismo.

A SUA FUNÇÃO

Há várias teorias para o qual terá sido construído aquela grande cidade. Mas a teoria mais certa é a de que serviria para supervisionar a economia das regiões conquistadas e com o propósito secreto de esconder o poder dos incas.

CARACTERÍSTICAS DE MACHU PICCHU

Todo o lugar á volta de Machu Picchu é composto por outras montanhas, rodeada do rio Urubamba, o que torna o sítio um lugar mágico e magnífico. A civilização inca não escolheu este sítio por acaso, ou seja, escolheu este lugar por ser um lugar com uma paisagem magnífica e mágica.

Toda a estrutura foi pensada ao pormenor, nomeadamente, a excelência do trabalho, o grande número de terraços para agricultura são fantásticas o que destaca a grande capacidade de sociedade. Pelo meio das montanhas e dos templos, está tudo muito bem estruturado e muito bem organizado. As ruas pelo meio ajudavam as pessoas a andar pela cidade.

Para chegar a Machu Picchu, podemos chegar de comboio, mas a forma de chegar lá, para quem gosta de aventura, é irem percorrendo o trilho inca e entrar em Machu Picchu pela entrada principal, a Porta do Sol. Para percorrer o trilho inca, temos de andar 45 km durante 4 dias, pernoitando em acampamentos com infra-estruturas. Também existe um trilho mais curto que se pode realizar em 2 dias,  podendo dormir num alojamento muito próximo ás ruínas de Wina Wayna podendo chegar á Porta do Sol percorrendo 12 km num único dia.

COMO SE PODE CHEGAR A MACHU PICCHU

Podemos chegar a Machu Picchu de 4 formas:

1ª- Partindo da cidade de Cusco,   a viagem de  comboio  demora 3 a 4 horas até chegar a Aguas Calientes. Aqui pode apanhar um autocarro até Machu Picchu.

2ª- Percorrer o caminho inca durante 4 dias.

3ª- A partir da cidade de Cusco, fazer o passeio do vale Sagrado dos Incas até Ollantaytambo e aí apanhar o comboio  até Aguas Calientes.

4ª- Também se pode chegar lá de helicóptero, uma viagem que dura 30 minutos a partir de Cusco.

REDESCOBRIMENTO DE MACHU PICCHU


Hiram Bingham foi a pessoa que em 1911 redescobriu e deu a conheçer ao mundo Machu Picchu. Ele  já tinha realizado alguns estudos e depois de isso, realizou uma investigação na zona. Ele deu o nome de ” Cidade Perdida dos Incas ” No entanto o objectivo dele era encontrar Vilcabamba, a cidade lendária dos descendentes dos incas. Hiram Bingham penetrou pelo canyon de Urubamba, onde encontrou um camponês que lhe disse que  no alto da montanha de Machu Picchu existiriam ruínas. Quando ele lá chegou,  a cidade estava infestada de víboras e vegetação.  Teve a ajuda de um guia,  para o seguir através de toda aquela vegetação e  víboras. Ele voltou lá em 1912, em 1914 e 1915 onde durante estes anos diversos exploradores levantaram mapas e obteram notas detalhadas do local.

As suas excavações permitiram que encontrasse 555 vasos, 220 objectos de bronze, cobre e prata, etc. Todas as peças mostravam características de serem da arte Inca. Mesmo que não tivessem encontrado peças em ouro tudo aquilo indicava que Machu picchu era um símbolo de todo o esplendor Inca. Bingham também reconheceu outros grupos arqueológicos nas imediações: Sayacmarca, fortaleza de Vitcos, etc. Todos eles eram exemplos muito importantes e característicos  de todo o seu império.

Anúncios

3 thoughts on “Santuário Histórico de Machu Picchu

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s